RS sem energia: após uma semana de chuvas, municípios seguem com falta de luz

A cidade de Cachoeirinha moveu um processo judicial contra a concessionária de energia responsável pela distribuição

RS sem energia: após uma semana de chuvas, municípios seguem com falta de luz

Quase uma semana após o temporal que atingiu o Rio Grande do Sul, aproximadamente 23 mil pontos do estado ainda estão sem energia, de acordo com o boletim divulgado pelo governo local.

Na noite da última terça-feira (16), grande parte do Rio Grande do Sul foi inundada devido às fortes chuvas. Conforme o mais recente relatório da defesa civil, 63 municípios foram afetados, resultando em duas mortes e 500 pessoas desalojadas.

Cachoeirinha, na região metropolitana de Porto Alegre, é uma das áreas sem fornecimento de energia. Durante o temporal, a cidade registrou uma morte devido à queda de uma marquise sobre um homem em situação de rua que se abrigava da tempestade sob a estrutura.

A prefeitura informou que 13 mil residências ainda estão sem energia nesta segunda-feira (22). O município possui cerca de 135 mil habitantes e 35 mil moradias.

O número de residências sem eletricidade representa quase 40% do total de moradias na cidade. No último domingo (21), a administração municipal entrou com uma ação judicial contra a RGE, a concessionária responsável pela distribuição de energia, solicitando a restauração imediata do fornecimento de energia.

Devido à falta de energia, Unidades Básicas de Saúde, clínicas particulares e casas de geriatria estão temporariamente fechadas.

Na ação, a prefeitura argumenta que a tempestade não foi algo inesperado. “Portanto, a requerida (RGE) tinha a obrigação de ter um plano para evitar problemas relacionados à interrupção do serviço prestado ou, pelo menos, para providenciar o restabelecimento da energia elétrica no menor prazo possível, após o evento danoso, uma vez que se trata de um serviço essencial para a população”, diz um trecho da petição.

Em nota, a RGE afirmou que está em contato com as autoridades, fornecendo todas as informações solicitadas.

São Paulo também tem queda de energia

Na tarde de quinta-feira (18), o vento derrubou uma torre de transmissão de energia em Cajamar, na região metropolitana de São Paulo. Segundo a Defesa Civil estadual, rajadas de vento atingiram 48 km/h por volta das 15h na região de Cajamar. Apesar da ventania, chovia fraco no momento no local, ao contrário de outras cidades da Grande São Paulo.

A concessionária Enel relatou que o vento derrubou eucaliptos de grande porte sobre uma linha de alta tensão da distribuidora, destruindo uma de suas torres e afetando o fornecimento de energia elétrica.

Cerca de 15 mil residências na região estão sem energia por volta das 21h30 desta quinta-feira, devido a um acidente.

Pelo menos seis bairros de Cajamar e um de Pirapora do Bom Jesus, cidade vizinha, estão sem energia.

A Enel informou que realizou manobras remotas na rede e restabeleceu a energia para a maioria dos clientesenergia

Durante a tarde, a Enel também afirmou ter realizado uma inspeção aérea de helicóptero na linha para identificar o trecho danificado.

Devido à vegetação densa e difícil acesso ao local, a reconstrução da linha é complexa e pode levar mais tempo para restabelecer a energia para os cerca de 14,7 mil clientes da região que estão sem luz, segundo a concessionária.

Enquanto as equipes da distribuidora trabalham na reconstrução do trecho danificado, geradores serão disponibilizados para atender hospitais na localidade, conforme destacado em outro trecho do comunicado.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios