Petróleo e Energia

14 de outubro de 2012

Rio Oil & Gas 2012 – Expectativa com novos leilões garante o sucesso da feira

Mais artigos por »
Publicado por: Bia Teixeira
+(reset)-
Compartilhe esta página

    A Rio Oil & Gas 2012 começou efetivamente no dia 18 de setembro, quando foi anunciada pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, a aprovação da presidente Dilma Rousseff para a 11ª rodada de licitação de áreas exploratórias, depois de quatro anos de jejum. Na prática, o segundo maior evento mundial do setor, realizado no Rio de Janeiro, foi inaugurado no dia 17 por alguns dirigentes do setor, mas sem a presença do citado ministro, nem a do governador do Rio de Janeiro e sem o clima de exaltação em torno do pré-sal e ou do volume de investimentos previstos para os próximos anos, como nas edições anteriores.

    Na abertura da ROG, a diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Magda Chambriard, parecia até antecipar o anúncio do leilão de maio, de áreas terrestres e no pós-sal (onde está a maior parte da produção, nas bacias de Campos e Espírito Santo), quando destacou o potencial petrolífero de outras bacias. “A ANP tem realizado estudos por todo o país, nos quais detectou o enorme potencial de petróleo e gás, convencional e não convencional, em nossas bacias”, afirmou Chambriard, lembrando as recentes descobertas na margem equatorial brasileira.

    Com o anúncio da 11ª Rodada, que licitará 87 blocos onshore e 87 offshore na região denominada Margem Equatorial, durante o segundo dia da feira, os principais representantes da cadeia produtiva de petróleo e gás começaram a ter melhores expectativas de negócios para os próximos anos. Isso porque, sem leilões desde 2008, o país não vinha atraindo tantos investidores. O que ocorreu nestes quatro anos foi a negociação de ativos por farm in/farm out entre empresas do setor, que possibilitaram a entrada de alguns novos players.

    O resultado final não poderia ser melhor para o Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), que comemorava 30 anos desse duplo evento, realizado a cada dois anos: a 16ª edição da Rio Oil & Gas recebeu, em quatro dias, mais de 53 mil visitantes, enquanto a conferência registrou 4.400 congressistas, que acompanharam de perto a apresentação dos trabalhos inscritos (cerca de 600 foram aprovados).

    Mesmo longe dos números do maior evento do setor, a Offshore Technology Conference (OTC), realizada anualmente em Houston e que teve quase 90 mil visitantes na edição de maio deste ano, a ROG 2012 foi considerada “histórica” e a “melhor de todos os tempos” pelo presidente do IBP, João Carlos de Luca, que reconheceu o desânimo inicial. “No primeiro dia, a sensação era a de que a indústria estava voando e o anúncio do piloto era: ‘senhores tripulantes, preparados para o pouso’. O sentimento agora é: ‘portas em automático, vamos decolar’”, afirmou o dirigente na solenidade de encerramento do evento, no dia 20.

    “É este o sinal que queríamos ter do governo. Um sinal extremamente positivo”, afirmou Carlos de Luca para um auditório lotado, que aguardava um pronunciamento da presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, ausente na solenidade de inauguração, a despeito de a programação oficial indicar que ela comandaria a primeira plenária da ROG, sobre o Papel da Indústria do Petróleo na Promoção do Desenvolvimento Econômico Sustentável.

    Metas e prazos devem ser cumpridos – Substituindo Foster no primeiro dia, o diretor Financeiro e de Relações com o Investidor, Almir Barbassa, chegou a ouvir do secretário do Ministério de Minas e Energia, Marco Antonio Almeida, que a rodada de licitações de petróleo dependia de projeto de lei. No dia seguinte, veio a liberação de Dilma Rousseff.

    Para alguns, Graça Foster esperava esse sinal verde para então comparecer ao evento, pois ela manifestara recentemente que a petroleira brasileira precisava renovar seu portfólio. Trata-se de mudança substancial de posição em relação a fevereiro deste ano, ao assumir a presidência da Petrobras, quando afirmou que a companhia “não via necessidade de uma rodada de licitações de blocos tão cedo”.

    Graça Foster foi mais longe, no dia 19, quando foi a Brasília para participar de audiência pública conjunta das comissões de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) e de Minas e Energia (CME) da Câmara dos Deputados. Ela afirmou, então, que a companhia não terá problemas de caixa para disputar áreas nos próximos leilões (um deles, de áreas no pré-sal, previsto para novembro de 2013).

    Petróleo & Energia, Maria das Graças Silva Foster, Presidente da Petrobras, Rio Oil & Gas 2012 - Expectativa com novos leilões garante o sucesso da feira

    Graça Foster: preocupada com as metas de produção

    No encerramento da Rio Oil & Gas, a dirigente da estatal optou por falar dos projetos em andamento e do compromisso de atingir metas de produção. “Tudo na Petrobras gira em torno desta curva de produção. É a nossa prioridade”, reiterou. Em sua apresentação, similar à da divulgação do plano de negócios da companhia, ela ressaltou que atrasos não serão tolerados, mas amenizou: “vamos seguir com o passo de acordo com o que a nossa indústria pode dar”.

    Para o presidente do IBP, João Carlos de Luca, a cadeia produtiva de óleo e gás está apta a dar resposta a este novo impulso. Otimista, o dirigente previu que essa rodada poderá atrair investimentos de mais de US$ 1 bilhão. E complementou: “ainda que a realização desses leilões dependa do equacionamento da questão dos royalties, o anúncio mostra o reconhecimento e o alinhamento do governo com as necessidades do setor”.

    Rodadas para todos os gostos – Se os números da feira são recordes, o mesmo não se pode dizer da rodada de negócios da Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip), que gerou uma expectativa de R$ 152,8 milhões. Um volume bem aquém do registrado na 15ª edição da ROG (2010), que foi de R$ 438 milhões, mas que incluía a expectativa de negócios da rodada internacional (R$ 300 milhões), realizada pela primeira vez naquele ano.


    Página 1 de 612345...Última »

    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *