Refinarias de petróleo, o que são?

Por dentro das refinarias de petróleo. Conheça as etapas que transformam o óleo bruto nos diversos derivados presentes em nosso dia a dia

De um lado, o petróleo em estado bruto. Do outro, os diferentes produtos derivados dele, como a gasolina, o diesel e o querosene, e no meio, os diversos processos realizados dentro das refinarias de petróleo. Hoje nós vamos conhecer mais sobre as refinarias de petróleo.

 

O petróleo é constituído por uma mistura de compostos orgânicos (hidrocarbonetos). Pode ser dividido em fase líquida (óleo), gasosa (gás) e mista (gás dissolvido no óleo).  Mas quando é retirado das jazidas está contaminado com diversas impurezas como areia, pedaços de rochas, água, entre outros. O petróleo extraído no Brasil segue até as refinarias quase sempre por meio de oleodutos. Ao chegar à refinaria, ele é guardado em tanques de armazenamento, de onde parte para ser processado. 

 

Antes do refino do petróleo propriamente dito, é preciso retirar as impurezas do óleo bruto, numa fase chamada de decantação. O petróleo, na maioria das vezes, é menos denso que a água, com isso, a água se acumula embaixo e o óleo em cima podendo ser separado. 

 

A segunda etapa é a filtração com objetivo de separar as impurezas sólidas do material. Em seguida do óleo bruto é enviado para o refino, onde serão separadas as suas frações.

 

As refinarias de petróleo são organizadas em etapas de processos industriais com o objetivo de separar os compostos que formam o petróleo. Como já sabemos, vários materiais utilizados no mundo contemporâneo são provenientes das frações do petróleo como a gasolina, o diesel, o querosene, o butano, o propano, entre outros. O refino é realizado em três etapas básicas: a destilação, a conversão e os tratamentos finais.

Na destilação fracionada o óleo bruto é aquecido e de acordo com a temperatura são separadas as frações de hidrocarbonetos, que são coletadas pelas tubulações das torres de destilação no estado de vapor, e em seguida o material é resfriado novamente.

refinarias de petróleo
Refinarias de petróleo

 

Refino: do óleo bruto aos derivados 

Ao longo da torre de refino, há vários “andares” em que cada derivado do petróleo é extraído. Cada componente é separado de acordo com o seu ponto de ebulição: 

P.E (◦C) Composição (nº de carbonos) Subproduto
20 1 a 4 Gás
70 5 a 9 Nafta
120 5 a 10 Gasolina
170 10 a 16 Querosene
270 14 a 20 Diesel
340 20 a 50 Lubrificantes
500 20 a 70 Óleo combustível
600 Acima de 70 Asfalto

 

 

O vapor de cada subproduto do petróleo – como a gasolina e o diesel – vira líquido numa certa temperatura, atingida em “andares” diferentes da torre. Ou seja, cada subproduto enche uma panela específica.

 

Os subprodutos saem da torre ainda um pouco “contaminados” uns pelos outros. Todos vão para um processo de purificação: em tanques, passam por reações químicas para quebrar e recombinar suas moléculas até estarem puros.

 

Os subprodutos obtidos ficam em outros tanques de armazenagem. Da refinaria, eles saem por oleodutos até as indústrias petroquímicas ou rumo às distribuidoras de combustível.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios