Primeiro trimestre tem mais de 150 mil sistemas de GD instalados no Brasil

Conexões entre janeiro e março deste ano já superam sistemas de GD instalados no Brasil do ano inteiro de 2019. Até o momento, são mais de 1,78 milhão de sistemas de energia solar fotovoltaica desde 2012, quando teve o início da expansão da fonte renovável com a Resolução Normativa n.º 482

Os brasileiros caminham a passos largos no estreitamento de laços com a energia renovável. A notícia desta vez é o registro de 150 mil sistemas de GD instalados no Brasil no segmento de micro e minigeração entre janeiro e março deste ano, de acordo com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Isso significa que já ultrapassa a quantidade de conexões contabilizadas  durante o ano de 2019, que somaram 123,8 mil instalações entre os meses de janeiro e dezembro. 

Até o momento são mais de 1,78 milhão de sistemas de energia solar fotovoltaica desde 2012, ano que teve o  início da expansão da fonte renovável no país a partir da publicação da Resolução Normativa n.º 482. Para se ter uma ideia, o número de sistemas instalados entre 1º de janeiro e 20 de março deste 2023 só não é maior do que a quantidade de sistemas instalados nos últimos três anos completos. Em 2020, foram 226,4 mil; 2021, 458 mil; e em 2022, 768 mil.

Em todos os demais anos (de janeiro a dezembro), o volume de conexões fotovoltaicas no Brasil foi menor do que neste começo de ano, comprovando que o mercado de geração distribuída de energia solar permanecerá aquecido e batendo recordes ao longo deste e dos próximos anos. 

No Brasil, foram mais de 1,48 GW nestes três primeiros meses, por meio por meio da geração distribuída de energia solar, que acumula 18,65 GW e mais de 200 mil UCs (unidades consumidoras) desde 2012.

Nº de sistemas de GD instalados no Brasil por ano:

  • 2012: 11
  • 2013: 51
  • 2014: 283
  • 2015: 1,3 mil
  • 2016: 6,5 mil
  • 2017: 13,6 mil
  • 2018: 35,6 mil
  • 2019: 123,8 mil
  • 2020: 226,4 mil
  • 2021: 458 mil
  • 2022: 768 mil
  • 2023 (jan/mar): 150,6 mil
Energia Solar
sistemas de GD instalados no Brasil

Previsão é de investimentos na ordem de R$ 35 bilhões

O cenário novo envolvendo economia integrada à preservação do meio ambiente começa a fazer parte, gradativamente, do Brasil. A Greener, consultoria do mercado de energia fotovoltaica, afirma que a entrada de equipamentos no país neste primeiro semestre deve movimentar investimentos superiores a R$35 bilhões para atender aos sistemas de GD no Brasil e grandes usinas solares.

Os sistemas de energia solar fotovoltaica para residenciais registram uma queda no preço de 44% entre os meses de junho de 2016 e de 2022 e essa diminuição deve continuar. “Vamos verificar em 2023 se essa tendência se concretiza, porque será um importante contraponto para as mudanças regulatórias e para a redução da parcela compensável dos créditos de energia para o consumidor”, comenta Marcio Takata, diretor da Greener.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios