Primeira cooperativa de energia compartilhada do Brasil cresce 130%

O mercado de energia compartilhada representa hoje uma solução única para os consumidores de baixa tensão

A cooperativa de energia compartilhada COGECOM, marca fundadora do setor no Brasil, deve fechar o primeiro semestre deste ano com um crescimento de 130% em relação ao mesmo período do ano passado. Para o Diretor Geral da companhia, Roberto Correa, esse número é um reflexo perfeito do crescimento exponencial que o setor está alcançando em 2022.

Nos primeiros quatro meses de 2022, houve incremento de 1,5 GW de potência instalada no setor em relação ao ano de 2021, o que permite afirmar que houve crescimento superior a 17% no mercado, se comparado ao ano anterior. Sob a ótica de ampliação da capacidade instalada, nos últimos 10 anos, até o final do ano espera-se chegar a 20 GW de potência instalada. Desse montante 12 GW (60%) foram instalados nos dois últimos anos, demonstrando o crescimento exponencial desse mercado, tendência que deve se manter para os próximos anos.

Para o Diretor da COGECOM, o mercado de energia compartilhada representa hoje uma solução única para os consumidores de baixa tensão. “Nossa marca coopera e distribui energia para os chamados clientes convencionais, de baixa tensão, que ainda não têm acesso aos mercados abertos. Esse crescimento considerável se justifica por dois motivos diretos: o preço da energia aumentando e os projetos de geração em crescimento no país”, comenta Correa.

O aumento de 130% apontado está localizado tanto na contratação de suas fontes de entrada, como na sua participação de mercado. No primeiro semestre do ano passado, a COGECOM estava presente no Paraná e em Santa Catarina, no entanto, atualmente abrange sete Estados do Brasil (PR/SC/RS/MG/GO/MS/MT).

A cooperativa de energia compartilhada tem hoje, aproximadamente, 12 mil unidades consumidoras e mais de 20 milhões de KWh por mês, com uma previsão de crescimento de 400% até o final desse ano. Seu propósito é conectar usinas de energia limpa, concessionárias e consumidores, para impulsionar a geração e o consumo de energias renováveis.

Petróleo & Energia: Energia - Suprimento de eletricidade está garantido, enquanto gás aguarda novo mercado funcionar - Perspectivas 2020A partir do excedente produzido por essas usinas, a COGECOM compartilha os créditos com os cooperados, de forma que eles passem a pagar menos pela energia consumida. Desta forma, é possível construir um futuro mais sustentável para a próximas gerações, sendo protagonistas desse processo de transformação, garantindo mais segurança e rentabilidade para os negócios corporativos. Outro atrativo é que os cooperados adquirem até 20% de economia em suas contas de luz, o que permite investir mais recursos em outras áreas.

Em 2022, a COGECOM alcançou 10 mil unidades consumidoras cooperadas, um número que cresce a cada dia, graças à credibilidade conquistada por ser a primeira cooperativa do setor. Sua experiência na gestão dos créditos de energia permitiu desenvolverum software de gestão de créditos altamente eficiente, que facilita o controle por parte do investidor, tornando a operação mais tecnológica e transparente em prol de um mundo melhor!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios