Preços do petróleo em junho: última semana do mês teve queda de 2%

Barril fechou o mês em US$ 75,41

Os preços do petróleo em junho encerraram a última semana em alta significativa, com um aumento de cerca de 2% ao longo da semana. Esse aumento foi impulsionado por indicadores dos Estados Unidos, que revelaram uma grande diminuição nos estoques, uma desaceleração da inflação e uma economia robusta.

Preços internacionais

O preço do petróleo WTI, que é uma referência americana, subiu 1,09% hoje e 2,11% na semana, atingindo US$ 70,78 para entrega em setembro. No decorrer do ano, houve uma queda acumulada de 10,6%.

Já o preço do petróleo Brent, que é uma referência global, teve um aumento diário de 1,21% e semanal de 1,89%, chegando a US$ 75,41 para o mesmo mês de entrega. No acumulado do ano, houve uma queda de 18%.

Após uma retração significativa de 2% no Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre e uma diminuição de 9,6 milhões de barris de petróleo na semana passada, os Estados Unidos experimentaram uma desaceleração de 0,5 ponto percentual no índice de preços dos gastos com consumo (PCE). Para o índice de um ano, houve aumento de 3,8%.

O PCE é um indicador crucial de inflação monitorado de perto pelo Federal Reserve (Fed), e essa redução reforça o argumento de não promover mais aumentos nas taxas de juros nos EUA este ano. Isso é benéfico para o mercado de petróleo por estimular a atividade econômica global e enfraquece o dólar.

Por volta das 16h (horário de Brasília), o índice DXY, que mede a flutuação da moeda norte-americana em relação a seis moedas principais, registrou uma queda de 0,41%, alcançando 102,918 pontos.

Preços do petróleo em junho no Brasil

Existem diversos fatores que estão exercendo pressão sobre o preço do petróleo no Brasil.

Um desses fatores é a redução recente na oferta de petróleo pela Arábia Saudita e Rússia, o que provavelmente resultará em aumentos de preço no mercado internacional. Porém, com o enfraquecimento do dólar, o Brasil pode ser ajudado a mitigar os aumentos no preço do barril de petróleo.

No dia 1º de julho, a Petrobras divulgou uma nova diminuição no valor da gasolina. Conforme as consultorias de mercado, essa redução pode resultar em uma queda de R$ 0,10 no preço dos postos, caso seja repassada totalmente ao consumidor.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou no último mês que haveria reduções quando os impostos federais fossem completamente restituídos, o que aconteceu na quinta-feira (29/06).

o que é petróleo
o que é petróleo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios