Petrobras antecipa venda da Braskem e destaca papel na transição energética

Celebração dos 70 anos da Petrobras gerou expectativas em cima das falas de Jean Paul Prates

Petrobras antecipa venda da Braskem

Na noite de segunda-feira (2) o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, anunciou uma antecipação na expectativa de concluir a venda do controle da Braskem, empresa petroquímica da qual a Novonor é majoritária, até janeiro ou fevereiro de 2024. Prates revelou que a estatal tem o direito de preferência na transação, mas a decisão sobre manter ou aumentar a participação dependerá do sócio escolhido. Ele ainda destacou a proposta da estatal de petróleo árabe Adnoc como uma opção vantajosa, considerando sua integração no setor.

Prates enfatizou a tendência mundial de empresas de petróleo retornando ao setor petroquímico e defendeu a verticalização da Petrobras. O governo de Luiz Inácio Lula da Silva apoia a transação, visando o retorno da Petrobras ao setor petroquímico. A Adnoc é considerada favorita na competição de propostas, e o ministro de Minas e Energia falou sobre a importância estratégica do setor petroquímico.

Em uma celebração dos 70 anos da Petrobras, realizada na terça-feira (3), Prates elogiou o papel “protagonista” da estatal na transição energética sob a presidência de Lula. Ele ressaltou a superação de desafios recentes e afirmou que a empresa está pronta para novas conquistas, mantendo seu compromisso com o meio ambiente e a valorização da vida.

Prates ressaltou a participação estatal desde a criação da Petrobras, enfatizando a competitividade da empresa mesmo com uma forte presença do Estado. Durante o discurso, ele lembrou os marcos da Petrobras e expressou otimismo em relação à redução de emissões de CO2 e a participação importante da empresa na COP28, que acontecerá nos Emirados Árabes Unidos.

Governança na Petrobras e combate à corrupção

Na mesma segunda-feira, Jean Paul Prates participou do programa Roda Viva, onde abordou questões cruciais sobre a Petrobras, incluindo os casos de corrupção e as medidas tomadas pela gestão para evitar episódios semelhantes no futuro.

O presidente salientou os investimentos consideráveis da Petrobras em pesquisa e desenvolvimento, especialmente na exploração de recursos na camada do pré-sal, consolidando a empresa como líder no setor.

Sobre a governança e a luta contra a corrupção, Prates afirmou que houve um aprimoramento significativo nesse aspecto. Contrariando a ideia de que não havia governança durante investigações passadas, ele ressaltou que a governança foi renovada, incorporando novos instrumentos não apenas como resposta à Lava Jato, mas como parte fundamental para a sobrevivência da empresa. Segundo Prates, a governança atual atua como um eficaz inibidor desse tipo de prática.

Essas declarações foram feitas em um contexto mais amplo de esforços contínuos para fortalecer a integridade e a transparência na Petrobras, destacando a importância de práticas governamentais sólidas na prevenção de casos de corrupção.

Possibilidade de reajuste de diesel e gasolina

A Petrobras está avaliando a possibilidade de um novo reajuste de preços de diesel e gasolina antes do fim do ano, afirmou nesta terça-feira a jornalistas o presidente da petroleira, Jean Paul Prates.

“Nós estamos agora analisando a possibilidade ou não de outro reajuste até o fim do ano, mas a gente ainda não tem isso como um dado”, disse Prates.

Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios