Petrobras anuncia redução de 11,1% no preço do gás natural para distribuidoras

O preço do gás natural é um dos grandes fatores de pressão inflacionária na Europa

A Petrobras anunciou na última terça-feira (10) uma redução de 11,1% em R$/m³ no preço de venda do gás natural para as distribuidoras. O gás natural é matéria-prima do GNV, do gás de cozinha encanado e é fonte de energia para diversos setores da indústria. 

Segundo a petroleira, os novos valores passam a valer a partir do dia 1º de fevereiro, conforme os contratos acordados pela Petrobras com as distribuidoras. De acordo com a empresa, esses contratos prevêem atualizações trimestrais e vinculam a variação do preço do gás às oscilações do petróleo Brent e da taxa de câmbio. Durante esse período, o petróleo teve queda de 11,9% e o câmbio teve depreciação de 0,2%. Houve ainda, conforme previsto nos contratos celebrados no final de 2021, e com vigência de 01/01/2022 a 31/12/2025, redução na fórmula de precificação que passou de 16,75% do Brent para 14,40% do Brent.

A Petrobras ressalta que o preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, mas também pelo portfólio de suprimento de cada distribuidora, assim como por suas margens (e, no caso do GNV, dos postos de revenda) e pelos tributos federais e estaduais.

gás natural na Europa
gás natural na Europa



Gás Natural pelo mundo

A demanda reduzida por gás natural na Europa, somada aos estoques amplos do produto e às temperaturas mais altas no início do inverno no Hemisfério Norte, levaram a agência de classificação de risco Fitch a reduzir a previsão para os preços do combustível.

A Fitch agora espera que os preços do gás natural em 2022 sejam de US$ 38 por mcf (mil pés cúbicos, na sigla em inglês), com um repique para US$ 40 por mcf em 2023. Antes, as estimativas eram de US$ 45 por mcf tanto para este ano quanto para o próximo.

Os preços do gás natural são um dos grandes fatores de pressão inflacionária na Europa. Ao longo deste ano, chegaram a aumentar oito vezes em relação aos níveis observados no final do ano passado, por receios de que a Rússia cortaria o fornecimento do combustível para o continente.

O que é o Gás Natural?

O gás natural é um combustível fóssil cujo componente principal é o metano. Esse gás é extraído de poços subterrâneos “on shore” (em terra) e “off shore” (oceanos). Após processamento, este gás é transportado e distribuído aos consumidores finais.

O gás natural pode ser utilizado como insumo ou matéria-prima e, nestas duas situações, totalizam quatro conjuntos distintos. No caso do insumo, o gás funciona como alimentação direta no uso da combustão e geração de potência. A exemplo, já identificando o primeiro conjunto, o insumo é utilizado como combustível para o atendimento térmico direto aos segmentos residencial, comercial e industrial; para geração de potência de acionamento em termelétricas e em processos industriais; bem como carburante para o transporte.

O segundo conjunto exige menor investimento inicial, comparada aos grupos que serão definidos abaixo, e resulta numa valorização menor do insumo. Neste caso, o gás natural é usado como redutor siderúrgico no processamento de minérios.Já no caso da matéria-prima, o gás natural é utilizado na siderurgia, na produção de consumos sintéticos e na produção de gasoquímicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios