Logística e Transporte

Notícias – OTC: Parceria com o IBP reforça versão local

Julio Castro
3 de outubro de 2013
    -(reset)+

    Petróleo & Energia, Notícias - OTC: Parceria com o IBP reforça versão local

    A montagem brasileira do principal evento mundial de exploração e produção offshore – organizado pela Offshore Technology Conference (OTC) e tradicionalmente realizado em Houston, Texas (Estados Unidos) – será apresentada pela segunda vez no país.

    O evento, marcado para 29 a 31 de outubro, no Riocentro, Rio de Janeiro, tem como tema “De Norte a Sul: Um Mar de Oportunidades”, e contará com o apoio do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) — organizador da Rio Oil & Gas e ausente na primeira edição (e que agora integra o comitê de organização do evento) – e com o patrocínio da Petrobras, do governo federal, da Sete Brasil e do Sebrae.

    A parceria com o IBP foi anunciada no ano passado e, para muitos, tornou viável a melhor realização do evento no Brasil. “A inauguração da OTC Brasil em 2011 foi uma grande conquista”, comentou, na ocasião, o chairman da OTC, Steve Balint, acrescentando que, com a parceria, esperava um sucesso maior do evento.

    Como o próprio tema indica, a programação da OTC Brasil 2013 terá foco nas oportunidades da região e na indústria brasileira de petróleo e gás offshore. Outro sinal de abrasileiramento: foi escolhido para a presidência do comitê técnico da OTC Brasil o engenheiro Marcos Assayag, gerente executivo do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello, da Petrobras (Cenpes). “Ter os maiores especialistas em águas profundas do mundo reunidos no Brasil promoverá uma troca de ideias e de conhecimento tecnológico envolvente e estimulante”, disse Assayag.

    A organização prevê também a participação, na sessão de abertura, da presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, e do presidente do IBP, João Carlos De Luca. A diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Magda Chambriard, também participará do primeiro dia, no tradicional almoço de executivos, falando sobre os novos leilões de blocos exploratórios da agência e os detalhes da primeira rodada de licitações de áreas do pré-sal, um dos mais esperados pelo setor.

    Ao contrário do primeiro ano da OTC Brasil, o evento deste ano contará com uma participação de profissionais de várias áreas da Petrobras, de engenheiros a diretores, nos painéis e na programação técnica. No segundo dia, o diretor financeiro e de relações com investidores da Petrobras, Almir Barbassa, vai atuar como moderador do painel sobre investimentos privados na cadeia de óleo e gás no Brasil, com Paulo Rogério Caffarelli, do Banco do Brasil, Rodolfo Landim, da Maré Investimentos, e Roberto Zurle, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

    No mesmo dia, João Carlos De Luca, agora pela Barra Energia, moderará um painel sobre as perspectivas de exploração e produção no Atlântico Sul, tendo como um dos debatedores o diretor de Exploração & Produção da Petrobras, José Miranda Formigli Filho.

    A OTC Brasil 2013 pretende discutir todos os aspectos que envolvem a produção offshore em águas ultraprofundas: da perfuração de poços e modelagem de bacias e sistemas de produção submarina avançada à eficiência operacional, além da cada vez mais complexa gestão de integridade, para manter funcionando sem riscos todos os sistemas de uma unidade de produção — da cabeça de poços e sistemas submarinos aos módulos de processamento, no topside, e logística de transporte por dutos. Temas que serão revisitados no painel sobre implementação, desafios e oportunidades de megaprojetos offshore no Brasil.

    Outros destaques da programação são palestras sobre as lições aprendidas com o acidente em Macondo, com a plataforma Deepwater Horizon, da BP, que resultou no vazamento de grandes volumes de petróleo, além de um painel sobre os inúmeros desafios do pré-sal, com especialistas da Petrobras.

    No último dia do evento, membros da DeepStar, empreendimento colaborativo de pesquisa e desenvolvimento global, fundado por petroleiras, fornecedores, órgãos reguladores e institutos acadêmicos e de pesquisa, discutirão o desenvolvimento de tecnologias de ponta para atender às necessidades de negócios da indústria de águas profundas.

    O programa técnico inclui mais de 250 trabalhos selecionados. Ao todo, segundo a organização do evento, serão realizados, em três dias de OTC Brasil, oito painéis, 36 sessões técnicas, e cinco almoços-palestras.

    Da exposição, participam cerca de 300 empresas, nacionais e internacionais, incluindo a Petrobras. A primeira edição do evento, em 2011, atraiu mais de 10 mil profissionais da indústria, de 65 países.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *