Economia

Notícias: Bons ventos sopram na bolsa

Jose Valverde
9 de dezembro de 2013
    -(reset)+

    A Renova, que tem a Light e a Cemig em seu bloco de controle, é apontada como a primeira empresa do seu ramo – o das energias renováveis – a apresentar ações listadas na BM&F Bovespa. Nos 12 meses entre agosto de 2012 e julho de 2013, as ações RNEW11 tiveram valorização acima do Índice Bovespa e do Índice de Energia Elétrica, ressalta.

    Pioneira, a companhia foi vencedora do primeiro leilão de energia de reserva dedicado à fonte eólica (LER de 2009), quando comercializou os quase 294 MW de potência instalada no conjunto Alto Sertão I. Nos leilões seguintes, LER 2010, de energia de reserva, e A-3, de energia nova, comercializou mais 162 MW (Alto Sertão II) e 213 MW (Alto Sertão III), respectivamente.

    Na condição de geradora, a Renova pode atuar nos dois mercados: regulado (ACR) e livre (ACL). No regulado, a contratação ocorre nos leilões da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e é operacionalizada pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). “No mercado livre, a negociação é aberta, realizada diretamente, de forma bilateral, entre os agentes geradores, negociantes de energia, e consumidores.”

    Em 2011, a Renova inaugurou suas operações no mercado livre. Em acordo estratégico firmado com a Light e a Cemig, a empresa assegurou a comercialização de 400 MW de capacidade eólica instalada. “A entrega dessa energia será realizada em 2015 e 2016, dividida em dois lotes de 200 MW cada um.”



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *