Museu da Energia: 17 anos de acervo histórico

Um passeio imperdível pelos caminhos do nosso desenvolvimento energético

É com esta proposta que o Museu da Energia de São Paulo (MESP), administrado pela Fundação Energia e Saneamento, abre suas portas para oferecer um vasto material de pesquisa e diversas ações temáticas, gratuitamente, à população em comemoração aos seus 17 anos. Inaugurado em 11 de junho de 2005, o MESP fica localizado nos Campos Elíseos, na cidade de São Paulo.

Há um século e meio mostrando a evolução dos sistemas de energia, o MESP abriga um acervo riquíssimo sobre a história da energia e a industrialização por meio de equipamentos interativos, experiências científicas e atividades, como jogos e filmes, para que visitantes de todas as idades possam refletir sobre um futuro mais sustentável. Além disso, é possível conferir a expansão urbana e industrial da cidade de São Paulo nos últimos 150 anos.

De acordo com a diretora executiva da Fundação Energia e Saneamento, Rita Martins, “São 17 anos de uma linda história, com um acervo de interesse público. Uma evolução que está diretamente relacionada às mudanças econômicas e sociais da população. A linha do tempo exibe marcos do setor energético, como a instalação da companhia de energia Light, criação das usinas hidrelétricas, bondes elétricos e iluminação pública, que influenciaram diversas áreas e trouxeram adaptações para a arquitetura da cidade”.

O edifício-sede, por si só, já é uma atração. Construído entre 1890 e 1894, o local serviu de moradia a Henrique Santos Dumont, irmão do aviador Alberto Santos Dumont, e um dos homens mais ricos do Brasil na época. Em duas salas do MESP é possível também comparar o passado e o presente das residências, com um acervo de eletrodomésticos, como luminárias, ferros de passar roupa, fogões, máquinas de lavar, que mostram os caminhos da modernização.

Outro destaque é o histórico da energia eólica e guarda hélices das pás do engenheiro Catullo Branco, parte dos experimentos que ele fazia na década de 30 no Brasil. No andar térreo fica exposta uma relíquia do Teatro Municipal de São Paulo, o primeiro eletrificado do município, modelos em madeira utilizados para a fundição em ferro e bronze dos postes ornamentais da escadaria do teatro.

Já a sala “Espaço das Águas”, reúne vídeos, gráficos, textos e um totem sobre a distribuição de água no estado de São Paulo, com a evolução dos processos até o momento em que a água chega às casas das pessoas e um mapa que mostra como é feito o fornecimento atualmente.

Durante o mês de junho, diversas atrações de aniversário estarão sendo desenvolvidas. Acesso o site do Museu para acompanhar a programação atualizada, comoExperimentoteca (para crianças, com experimentos de física feitos com materiais simples, como bússola caseira, pilha com batatas, lançamento de foguetes – atividades acompanhadas por educadores e estagiários); oficina “A Energia dos Foguetes!” (construção de foguetes com cartolina e garrafas pet, apresentando na prática conceitos científicos como pressão, Leis de Newton e energia); Dia do Imigrante, entre outras. Os eventos acontecem na Avenida Cleveland, 601 – Campos Elíseos, na parte da manhã, às 10h30, dos dias 11, 18 e 25 de junho e não há necessidade de se inscrever. Para mais informações, acesse: www.museudaenergia.org.br ou ligue (11) 3224-1489.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios