Investimentos em exploração de petróleo e gás podem chegar a quase 2 bilhões em 2024

Informação é da ANP

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou na última sexta-feira, 19, uma atualização abrangente sobre os investimentos previstos na fase de exploração dos campos de petróleo e gás natural no Brasil para o ano de 2024, com a perspectiva de atingir a significativa marca de US$ 1,96 bilhão.

A distribuição dos investimentos revela uma clara concentração nas bacias marítimas, que absorvem cerca de 95% do montante previsto. Destes, aproximadamente US$ 1,09 bilhão estão destinados às bacias da Margem Equatorial, compreendendo as áreas marítimas da Foz do Amazonas, Pará-Maranhão, Barreirinhas, Ceará e Potiguar. Vale ressaltar que essas regiões enfrentam questionamentos de órgãos ambientais, o que adiciona uma dimensão crítica aos investimentos planejados.

As bacias da Margem Leste, abrangendo áreas como Pernambuco-Paraíba, Sergipe-Alagoas, Jacuípe, Camamu-Almada, Jequitinhonha, Cumuruxatiba, Mucuri, Espírito Santo, Campos, Santos e Pelotas, apresentam um investimento estimado de US$ 772 milhões.

Por outro lado, as bacias terrestres estão projetadas para receber um montante total de investimentos de US$ 100 milhões em 2024. Esses recursos são distribuídos entre as bacias de nova fronteira, que incluem Amazonas, Paraná, Parnaíba, São Francisco, Solimões e Tucano Sul, com US$ 61 milhões, e as bacias maduras, compreendendo Potiguar, Sergipe, Alagoas, Recôncavo e Espírito Santo, com um total de US$ 39 milhões.

A ANP ressalta que as informações fornecidas no Painel Dinâmico de Previsão dos Investimentos na Fase de Exploração estão sujeitas a atualizações pelas empresas detentoras de contratos de Exploração e Produção (E&P). Importante notar que a estimativa refere-se apenas à etapa inicial desses contratos, excluindo a segunda etapa, de Desenvolvimento e Produção.

Destaca-se que a atividade de perfuração de poços será o principal impulsionador dos investimentos em 2024, representando expressivos US$ 1,71 bilhão para a perfuração de 39 poços exploratórios. Esse montante representa 87% dos investimentos estimados para o ano, evidenciando a importância estratégica dessa fase para o setor de exploração de petróleo e gás no país.

Petrobras investirá até R$ 8 bilhões na refinaria Abreu e Lima

A refinaria Abreu e Lima (Rnest), situada em Pernambuco, está programada para receber investimentos da Petrobras na faixa de R$ 6 bilhões a R$ 8 bilhões, conforme anunciado pelo presidente da estatal, Jean Paul Prates. O montante exato não pode ser divulgado devido às licitações em curso. O objetivo é elevar a capacidade de processamento de petróleo bruto da refinaria dos atuais 100 mil barris por dia para 260 mil barris por dia até 2028. Prates enfatizou que o investimento será financiado pelos impostos recolhidos pela refinaria em seu primeiro ano de operação.

Inaugurada há 18 anos, a Rnest se tornou um símbolo das investigações da Operação Lava Jato devido ao seu envolvimento em um projeto desenvolvido em parceria com a estatal venezuelana PDVSA. A refinaria é especializada na produção de diesel, mas poderá ser adaptada no futuro para a produção de combustíveis renováveis. Prates destacou que a Abreu e Lima é considerada a refinaria mais moderna do continente americano, com uma capacidade de recuperação de 70% em diesel.

petróleo
Imagem ilustrativa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios