Gasolina A: saiba o que é

Veja também o que a difere das outras.

Você já sabe que existem diversos tipos de combustível, certo? Dito isso, descubra a definição de Gasolina A neste post.

O que é Gasolina A?

A Gasolina A é produzida pelas refinarias de petróleo e entregue às companhias distribuidoras sem a adição de álcool etílico anidro.

Esse álcool é adicionado posteriormente nas bases das distribuidoras. Dessa forma, esse tipo de gasolina não é vendida diretamente ao consumidor final.

É importante salientar que o álcool etílico anidro usado na gasolina tipo A não é o mesmo utilizado nos carros movidos a álcool. Para esses veículos, é utilizado o álcool etílico hidratado.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) concede autorização para o consumo final de quatro tipos de gasolina no Brasil, destinados ao uso em veículos automotivos.

Quais os outros tipos?

Gasolina Comum (Tipo C)
A gasolina tipo C é encontrada nos postos de combustível sendo utilizada em veículos como automóveis, motos e embarcações náuticas. Ela é preparada pelas companhias distribuidoras adicionando álcool etílico anidro à gasolina tipo A. A porcentagem de álcool anidro adicionado à gasolina tipo A deve ser de 25%, podendo variar entre 24% e 26% em volume. A gasolina tipo C tem cor amarela.

Gasolina Premium (Tipo C)
A gasolina premium é uma versão especial com uma formulação diferenciada. Possui maior octanagem e, portanto, maior resistência à detonação em comparação com a gasolina comum. Também contém álcool etílico anidro em sua composição na proporção de 25%, com uma tolerância de 1% para mais ou para menos. Foi desenvolvida pela Petrobrás para atender veículos com altas taxas de compressão e alto desempenho que requerem um combustível de maior resistência à detonação. Além disso, esse combústivel é menos poluente do que a gasolina comum.

Gasolina Aditivada
A gasolina aditivada é uma variação da gasolina tipo A na qual é adicionado um pacote de aditivos multifuncionais. Sua principal vantagem está nas características detergentes e dispersantes desses aditivos, que ajudam a minimizar a formação de depósitos nos carburadores, bicos injetores, coletor de admissão e hastes das válvulas de admissão. Isso reduz a necessidade de limpeza frequente dos bicos injetores e carburadores, além de proporcionar maior segurança durante ultrapassagens, evitando falhas que poderiam resultar em acidentes.

A gasolina aditivada geralmente contém um corante para diferenciá-la da tipo C (comum). Por exemplo, a gasolina aditivada da Petrobrás, chamada de BR-Supra, possui cor verde.

Lembre-se que a eficiência da aditivada é maximizada quando utilizada de forma contínua. Utilizá-la de maneira intermitente não trará muitos benefícios, uma vez que os depósitos removidos voltarão a se acumular quando deixarmos de usá-la.

O uso contínuo da aditivada tem um efeito principalmente preventivo. No entanto, caso nunca tenha sido utilizada no veículo, é recomendado reduzir pela metade o intervalo de troca do filtro de combustível nas três primeiras trocas após o início de seu uso. Isso ocorre porque o aditivo detergente-dispersante pode remover depósitos do sistema de injeção e alimentação de combustível, o que poderia resultar em um entupimento prematuro do filtro de combustível. Após essa fase inicial, pode-se voltar ao intervalo de troca do filtro de combustível recomendado pelo fabricante.

Além disso, esse tipo de combustível também contém álcool etílico anidro adicionado na mesma proporção mencionada anteriormente.

Preço da gasolina cai na bomba
Imagem ilustrativa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios