Gás Natural como fonte de energia: descubra as vantagens e aplicações

Nesse artigo, descubra mais sobre o gás natural como fonte de energia. Descubra onde ele é encontrado, suas características e mais.

Queda de preço gás natural
Gás natural

Composto por uma mistura de hidrocarbonetos, incluindo metano e etano, o gás natural é um combustível fóssil. Ele é frequentemente encontrado em depósitos subterrâneos associados ao petróleo, mas também pode ser encontrado isoladamente. A obtenção de gás natural envolve a prospecção, análise e exploração, seguida pelo processamento nas refinarias antes de ser distribuído para o consumo em indústrias e residências. Nesse artigo, descubra mais sobre o gás natural como fonte de energia.

O que é o gás natural?

O gás natural é uma mistura de gases que inclui principalmente metano e etano, mas também pode conter propano e outros hidrocarbonetos leves. É encontrado em jazidas subterrâneas associadas ao petróleo, mas também pode ser obtido a partir da decomposição de biomassa, como o bagaço de cana-de-açúcar, neste caso, é chamado de biogás, sendo considerado uma fonte de energia renovável.

Gás natural como fonte de energia: onde ele é encontrado?

O gás natural é encontrado em jazidas tanto terrestres (onshore) quanto marítimas (offshore), em depósitos subterrâneos conhecidos como bacias sedimentares.

Essa fonte de energia é formada a partir da decomposição de matéria orgânica, como plantas e animais mortos, e é comumente associada ao petróleo.

Após passar por um processo de tratamento, o gás natural é altamente valorizado pela alta densidade energética, sendo amplamente utilizado na geração de energia industrial. Além disso, também é utilizado em residências, comércios e automóveis como alternativa aos combustíveis fósseis.

Para levar o gás natural dos produtores aos consumidores, é necessário um sistema de gasodutos, como o gasoduto Bolívia-Brasil, que transporta o recurso da Bolívia para o Brasil.

Leia mais:

Usos do gás natural

Diversas são as aplicações do gás natural, podendo ser utilizado como matéria-prima na indústria e também para a geração de energia. Conheça abaixo os principais usos desse recurso:

  • Gerador de calor para aquecimento residencial;
  • Gerador de eletricidade em usinas termelétricas;
  • Substituto do gás de cozinha comum (GLP) utilizado em residências e estabelecimentos comerciais;
  • Matéria-prima para a produção de fertilizantes e outros setores da indústria transformadora;
  • Combustível para automóveis na forma de gás natural veicular (GNV).

Vantagens e desvantagens do gás natural como fonte de energia

O gás natural possui vantagens e desvantagens como fonte de energia. Confira abaixo.

Vantagens do gás natural como fonte de energia:

  • Emite menos gases poluentes na atmosfera do que os derivados de petróleo;
  • Não gera outros tipos de resíduos, constituindo assim uma fonte mais limpa de energia;
  • Apresenta alta produtividade e custos menores ao consumidor final;
  • Possui um maior nível de segurança, uma vez que não precisa ser armazenado em estoques e se dissipa mais rapidamente no ar;
  • Possui um transporte facilitado pelos gasodutos, o que o torna mais ágil e dinâmico.

Desvantagens do gás natural como fonte de energia:

  • É um combustível não renovável, portanto finito na natureza;
  • É inseguro para a utilização doméstica e veicular, devido à inflamabilidade e produção de componentes tóxicos como o monóxido de carbono (CO);
  • O processo de obtenção do gás natural, especialmente na etapa da extração, pode ser prejudicial ao meio ambiente se não realizado corretamente ou em caso de acidentes e vazamentos.

Os cinco maiores produtores de gás natural do mundo:

  • Estados Unidos: produz anualmente 915 bilhões de m³, correspondendo a 24% da produção mundial.
  • Rússia: produz anualmente 638 bilhões de m³, correspondendo a 17% da produção mundial.
  • Irã: produz anualmente 251 bilhões de m³, correspondendo a 7% da produção mundial.
  • China: produz anualmente 194 bilhões de m³, correspondendo a 4% da produção mundial.
  • Qatar: produz anualmente 171 bilhões de m³, correspondendo a 4% da produção mundial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios