PubliEditorial

11 de agosto de 2017

Futuro da indústria naval e offshore será decidido nesta semana

Mais artigos por »
Publicado por: Petroleo e Energia
+(reset)-
Compartilhe esta página

    O mercado naval brasileiro segue em busca de alternativas para recuperar a sua competitividade e seu alto fluxo de negócios, tornando-se assim, novamente, uma das indústrias mais rentáveis para a economia do país. Por isso, os principais players do setor se reunirão, nesta semana, no Centro de Convenções SulAmérica, no Rio de Janeiro (RJ), para discutir quais estratégias devem ser adotadas para que o segmento retome sua trajetória de sucesso.

    Reconhecida como uma das mais relevantes e respeitadas plataformas de negócios para alavancar inovações e conectar-se com a comunidade marítima do continente, a Marintec South America – Navalshore recebe os mais importantes debates entre autoridades e especialistas do setor, que norteiam o futuro da indústria naval e offshore nacional, em um só lugar.

    Em sua 14ª edição, as expectativas, os planos e as tendências deste mercado estarão em pauta durante toda a sua realização, de 15 a 17 de agosto, das 13h às 20h. No dia 15, por exemplo, às 14h45, o gerente geral da Guildo Perla & Associates, uma das maiores empresas de arquitetura e engenharia naval do mundo, Baldo Dielen, irá palestrar sobre como atuar na nova realidade da indústria naval e offshore. Os desafios e oportunidades para estaleiros e armadores, e os reflexos da aprovação de financiamentos de projetos do setor pelo Fundo da Marinha Mercante são alguns dos assuntos que serão abordados pelo executivo.

    Dia 16, diversos outros seminários destacam temas pertinentes ao mercado, como o que será ministrado pelo presidente da Sociedade Brasileira de Engenharia Naval (SOBENA), Luis de Mattos, às 16h30, que evidenciará as perspectivas para o setor no Brasil. Para isso, salientará as estratégias de logística das operadoras e os impactos na demanda por navios, a eficiência energética nas próximas gerações de embarcações, o descomissionamento de plataformas, entre outros pontos.

    Na mesma data, a partir das 14h00, a Associação Brasileira das Empresas de Construção Naval e Offshore (ABENAV) e o Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (SINAVAL) promovem a conferência “ As demandas para a indústria naval e navipeças na próxima década: perspectivas com e sem conteúdo local” , que tem o objetivo de discutir sobre o cenário da construção naval e offshore no Brasil.

    Já no dia 17, um dos destaques será a palestra “ Panorama atual da navegação de apoio marítimo” , que avaliará os aspectos regulatórios do segmento, os principais desafios que enfrenta atualmente e a importância da atuação de entidades reguladoras. Por essas razões, contará com a presença da vice-presidente executiva da Associação Brasileira das Empresas de Apoio Marítimo (ABEAM), Lilian Schaefer; e do vice-presidente executivo do Sindicato Nacional das Empresas de Navegação Marítima (SYNDARMA), Luís Fernando Resano.

    Outra apresentação nesta data será a da subsecretária de parcerias público-privadas, na área de petróleo e gás, da Secretaria da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio de Janeiro, Maria Paula Martins, que realçará o potencial do estado para atuar nos campos da exploração e da produção de óleo e gás, além de acentuar as novas oportunidades que o setor pode proporcionar aos players deste mercado.

    “Estes e muitos outros conteúdos exclusivos, além do já tradicional espaço de networking e prospecção de negócios, e exposição das últimas novidades e tendências tecnológicas do setor, os profissionais da indústria naval e offshore só encontram na Marintec South America. São fatores como esses que tornam a feira o principal ponto de encontro deste mercado na América do Sul”, finaliza o diretor do evento, Renan Joel.

    Faça seu credenciamento e participe da Marintec South America 2017: https://goo.gl/YvZFia



    Compartilhe esta página







      0 Comentários


      Seja o primeiro a comentar!


      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *