Entrevistas

Entrevista: Capacidade ampliada em offshore

Bia Teixeira
26 de maio de 2014
    -(reset)+

    Petróleo & Energia, Ferreira: centro de tecnologia em Macaé-RJ recebeu R$ 200 milhões

    Ferreira: centro de tecnologia em Macaé-RJ recebeu R$ 200 milhões

    A norte-americana FMC Technologies poderá produzir nos próximos quatro anos uma quantidade de árvores de natal molhadas (ANM) superior à que entregou no Brasil nos últimos 34 anos, desde a confecção da primeira unidade no país, em 1978. Embora mantenha operação em diversos países, foi no Brasil que a FMC Technologies consolidou alguns marcos da sua bem sucedida trajetória offshore. A começar pelas quase 500 árvores de natal molhadas (ANM) e manifolds, equipamentos submarinos de grande porte, um conjunto de válvulas e sensores instalado no fundo do mar.

    “Esse mesmo volume deverá ser produzido nos próximos quatro anos, graças aos investimentos feitos pela empresa nesta última década”, contabiliza José Mauro Ferreira, diretor-comercial da FMC Technologies no Brasil. Das 423 ANM já entregues, 300 estão em campos operados pela Petrobras na costa brasileira. Foi com a estatal que a FMC fechou o maior contrato de árvores de natal submarinas da indústria mundial de petróleo, com um valor estimado em US$ 1,2 bilhão.

    É também com a estatal brasileira que a FMC estabeleceu uma parceria para desenvolver um sistema pioneiro: o Separador Submarino Água-Óleo (SSAO), em operação no campo de Marlim Sul (um dos maiores produtores de petróleo do Brasil). O equipamento – único no mundo em operação – saiu do Centro de Tecnologia da FMC, inaugurado em outubro de 2011, na Ilha do Fundão, no Rio de Janeiro, o terceiro da multinacional, ao lado dos outros dois, situados nos Estados Unidos e na Noruega. A empresa investiu mais de R$ 70 milhões nesse centro tecnológico, cuja principal tarefa é desenvolver e testar uma nova geração de equipamentos submarinos.

    Petróleo & Energia, Manifolds da FMC serão instalados em Tambaú

    Manifolds da FMC serão instalados em Tambaú

    Depois de motivar os fornecedores de sua cadeia produtiva a se instalarem na área da fábrica, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, para fazer montagens e testes de equipamentos, a FMC, prestes a iniciar a entrega das primeiras unidades do contrato bilionário – com índice de 70% de conteúdo nacional – vem prendendo o fôlego, à espera da retomada de encomendas em maior escala.

    P&E – Ao longo de sua história no país, a FMC Technologies já recebeu encomendas para mais de 500 árvores de natal submarinas da Petrobras. Quantas já foram entregues? Quantas devem ser entregues nos próximos cinco anos?
    José Mauro Ferreira – Em 1978, fabricamos nossa primeira árvore de natal submarina no Brasil e, em 2013, atingimos o marco de 420 árvores produzidas no país. Deste total, mais de 300 foram entregues para a Petrobras. No momento, temos uma carteira de encomendas de cerca de 200 árvores para serem entregues nos próximos anos no país. O aumento de demanda destes equipamentos aliado aos investimentos feitos pela FMC Technologies do Brasil possibilitará a fabricação, em apenas quatro anos, do equivalente ao volume de equipamentos produzido em quase 40 anos.

    P&E – A empresa vem se posicionando não apenas como uma fornecedora de equipamentos submarinos, mas também como provedora de soluções. O que mudou na estratégia da empresa?
    JMF – A FMC sempre buscou desenvolver novas soluções tecnológicas no Brasil, tendo participado de vários recordes de profundidade, desenvolvido os primeiros sistemas de bombeio submarino com BCS [Bomba Centrífuga Submersa, equipamento que ajuda a bombear o óleo produzido pelo poço para a unidade flutuante de processamento] e, mais recentemente, o sistema de separação de água e óleo para o campo de Marlim. Com a vinda de outras operadoras para o Brasil e a necessidade de sistemas submarinos customizados, a empresa desenvolveu competência local de engenharia de sistemas e de gerenciamento de projetos para fornecer soluções com múltiplos equipamentos integrados com sistema de controles.



    Recomendamos também:








    0 Comentários


    Seja o primeiro a comentar!


    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *