Empresas brasileiras se destacam na geração de energia solar

Investimentos garantem posição de destaque ao Brasil no quesito geração de energia solar

Investimentos tem garantido posição de destaque no Brasil quando o assunto é geração de energia solar. A companhia brasileira de tecnologia, anunciou recentemente o lançamento do novo inversor solar modelo trifásico 220V, que conta com corpo em liga de alumínio injetado, sobrecarga CC de 50% e eficiência pico de até 98,6%. A novidade é recomendada para empresas com alto consumo de energia, tal como indústrias e comércios, que tenham instalações de energia fotovoltaica instaladas com o padrão de entrada 220V.  

Com quatro categorias de potência diferentes, os inversores 15kW e 20kW possuem 3 MPPTs com duas entradas por cada MPPT. Os inversores de 25kW e 30kW possuem 4 MPPTs com duas entradas por MPPT. Estas configurações viabilizam uma quantidade de 6 a 8 strings por inversor e a utilização de módulos de alta corrente. Idealizado para instalação em todo o território brasileiro, o novo inversor atende todas as normas de segurança internacionais e conta com sete anos de garantia, tendo possibilidade de extensão até 10 anos, além de oferecer conexão Wi-Fi para monitoramento da produção de energia em tempo real pelo aplicativo Elsys Solar.

“Ao analisar a realidade das instalações brasileiras, alguns locais possuem as redes trifásicas em 380V e outros em 220V. Até então, as empresas que necessitavam de uma opção 220V se viam obrigadas a adicionar um transformador para viabilizar tecnicamente o projeto. Agora, com os novos inversores, evitamos o uso de transformadores e conseguimos fornecer uma solução única e segura com a garantia associada ao próprio inversor”, destaca Ricardo Nakamura, gerente de Produtos para Energia Solar da Elsys.

Energia solar

Geração de energia solar

O Brasil conquistou uma posição importante na lista de países com maior potencial para geração de energia solar. O país está em 14º, subindo duas posições ao atingir a marca de 10GW produzidos de energia limpa e se consagrando como o único da América Latina entre os quinze primeiros colocados da lista. Para se ter uma ideia, a produção de 10GW de energia solar equivale a mais de 70% da potência da hidrelétrica de Itaipu, considerada a segunda maior do mundo e a maior da América Latina. 

Esses números são resultados de esforços coletivos identificados em ações sustentáveis de grandes empresas e em ações individuais, de pessoas que incorporam a energia solar na própria casa. A Agrocete, multinacional brasileira especializada na produção de fertilizantes especiais, adjuvantes e inoculantes, é referência na geração de energia solar e na sua unidade fabril de inoculantes, localizada em Ponta Grossa (PR) e considerada a maior do mundo. 

Os investimentos que a Agrocete deve fazer até 2025, estão voltados para a ampliação do parque fabril, o que significa aumento na área da empresa, na produção e, consequentemente, no consumo de energia. Portanto, os resultados atuais que envolvem a geração desse tipo de energia deixam a empresa satisfeita e cada vez mais próxima do seu objetivo de manter uma produção sustentável. 

A geração de energia solar é realidade na Agrocete desde março de 2021, quando foi feita a instalação das placas fotovoltaicas. O investimento de R$1 milhão de reais já traz retorno positivo para a empresa. Até 2026, o investimento nas placas deve ser recuperado de forma sustentável.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios