Demanda por máquinas na Indústria do petróleo

Já aquecida no decorrer do ano passado, a demanda colocada para os fornecedores nacionais de máquinas e equipamentos pelo setor de O&G pode elevar-se ainda mais no decorrer deste ano, projeta Idarilho Gonçalves Nascimento Neto, presidente do Conselho de O&G da Abimaq.

“As empresas de óleo e gás têm hoje em carteira blocos exploratórios em diversas fases, sendo que parte significativa deles ainda não entrou na fase de desenvolvimento da produção, que é quando ocorre a maior demanda por bens e serviços”, pondera.

Apenas demanda por máquinas não basta: é necessário garantir que ela seja atendida, em fatias expressivas, por fornecedores locais, argumenta Alberto Machado Neto, diretor executivo de Petróleo, Gás Natural, Bioenergia, Hidrogênio e Petroquímica da Abimaq. E isso, ele relata, não tem acontecido nos últimos anos.

Mas a indústria local também disputa o mercado externo. “Em 2023, a demanda do setor de O&G esteve aquecida, e no comércio exterior isso gerou aumento significativo, tanto nas vendas externas, quanto nas importações, com o Brasil obtendo nesse segmento saldo positivo de quase US$ 290 milhões”, relata Machado.

As companhias petrolíferas têm interesse em explorar as bacias localizadas no Brasil, mas fatores como o Custo Brasil, os regimes especiais (como o Repetro) e a falta de uma política industrial para o setor fazem com que grande parte de suas demandas sejam supridas a partir do exterior. Como iniciativa que pode favorecer os produtores nacionais nessa disputa, ele sugere uma revisão na metodologia de avaliação do conteúdo nacional, que atualmente integra bens e serviços em um conjunto único.

Máquinas: Indústria do petróleo ©QD Foto: iStockPhoto
Machado: regimes especiais de óleo e gás afetam vendas

“Separando claramente esses componentes, pode-se incentivar a participação de empresas especializadas na oferta de bens, e estabelecer condições que também melhorem sua competitividade internacional”, argumenta Machado.

Por sua vez, Nascimento lembra que a indústria de máquinas e equipamentos voltados para o setor de O&G tem suas perspectivas condicionadas por grande quantidade de fatores locais e globais: cotação do barril de petróleo no mercado internacional, oferta de blocos exploratórios, desenvolvimento tecnológico, geopolítica e regulamentações, entre outros.

Máquinas: Indústria do petróleo ©QD Foto: iStockPhoto
Nascimento: demanda offshore fez do Brasil um hub exportador

“No longo prazo, precisamos ter em mente que incertezas envolvem esse cenário, entre elas, políticas, econômicas e ambientais, que incluem, de um lado, forte pressão pela redução do uso de combustíveis fósseis e, de outro, o crescente aumento da demanda por energia”, destaca o presidente do Conselho de O&G.

Ele vê os fornecedores brasileiros do setor de O&G em “diferentes graus de resiliência e vulnerabilidade” diante dos desafios que lhes são colocados. No segmento subsea, especifica, “a indústria local se apresenta muito bem capacitada para atender a demanda futura, pois há muitos anos os investimentos e contratações de equipamentos offshore têm sido constantes, há previsibilidade, demanda contínua, parceria em P&D; e esses fatores fizeram do Brasil um hub de exportação desses equipamentos”.

Em contrapartida, complementa Nascimento, a flexibilização das regras de conteúdo local tornou majoritariamente importados os equipamentos integrados aos FPSOs (sigla para Floating, Production, Storage and Offloading) hoje em operação no Brasil. “Também nesse segmento, o Brasil tem muita oportunidade de desenvolvimento, geração de empregos e renda. Mas o atual modelo de contratação e afretamento direciona toda a contratação de máquinas e equipamentos para o exterior, e a construção e integração dos módulos são realizadas em sua maior parte em estaleiros asiáticos”, ressalta.

Leia Mais: 

Acesse o www.GuiaQD.com.br, o mais eficiente Guia de Compra e Venda do setor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios