Crise na Rússia e o petróleo: como o mercado vê as possibilidades de riscos

É importante manter um monitoramento próximo dos riscos de possíveis distúrbios futuros

De acordo com o Goldman Sachs, o surgimento do grupo mercenário Wagner na Rússia traz novos riscos para o mercado global de petróleo. No entanto, o banco alerta que o impacto a curto prazo será provavelmente moderado. Os riscos alertam sobre a relação entre a crise na Rússia e o petróleo.

Crise na Rússia e o petróleo: a questão dos preços

 

Na última segunda-feira (26), o preço do petróleo teve pequenas flutuações, à medida que os investidores avaliaram os eventos do fim de semana. Autoridades dos Estados Unidos e da Europa descreveram esses eventos como um desafio sem precedentes ao controle do presidente Vladimir Putin.

Apesar de não parecer ter havido impacto nos embarques de petróleo da Rússia, as tensões aumentam devido ao fato de o país ser um dos principais exportadores e um membro importante da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+), juntamente com a Arábia Saudita.

A questão geopolítica

De acordo com o Goldman Sachs, existe uma lista de riscos de longo prazo a ser considerada. O início da rebelião em Rostov-on-Don, localizada no sul próximo ao Mar de Azov, que se encontra com o Mar Negro, pode resultar em um risco potencialmente maior de interrupção ou bloqueio da infraestrutura de petróleo naquela região.

Consoante o Goldman, a presença do grupo Wagner na Líbia possibilita a interrupção da produção de petróleo no país. Nos últimos cinco anos, bloqueios ocorreram várias vezes, limitando quase toda a produção diária de 1,1 milhão de barris da Líbia.

No entanto, o mercado pode não considerar o aumento do risco de interrupções na oferta russa, pois os parceiros da Opep+, como a Arábia Saudita, podem reduzir os cortes voluntários em resposta a uma grande queda nas exportações. Além disso, se as tensões entre os dois maiores produtores do cartel aumentarem, pode haver um aumento na produção principal da Opep.

Imagem ilustrativa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios