Aumento de 75% na energia solar integra produtores rurais

O agronegócio é um dos segmentos mais importantes para o desenvolvimento do Brasil e com necessidades diversas para ter autonomia na gestão de energia elétrica. No ano de 2020, mesmo com a economia afetada em razão da pandemia de covid-19, foram instalados 29 mil sistemas de painel solar na área rural. Ano passado, o número subiu para 61 mil

A geração solar como parte dos negócios de produtores rurais é tendência. Pelo levantamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o setor é o terceiro com maior número de conexões, atrás somente das residências e comércios. Em fevereiro deste ano, conforme dados preliminares do Boletim InfoMercado Quinzenal da CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica), houve crescimento de 74,7% na produção de energia solar fotovoltaica de modo geral e 45,4% na produção de energia eólica. 

Para se ter uma ideia do crescimento no setor, em 2020 foram instalados 29 mil sistemas de painel solar na área rural, investimentos em propriedades que ultrapassaram R$1,7 bilhão. No ano passado, mesmo com a economia em reaquecimento, em razão da pandemia de covid-19, esse número subiu para 61 mil. Quanta diferença! 

O aumento da geração solar no agronegócio é reflexo das vantagens que passam pela iluminação, irrigação, ordenha, proteção de áreas, refrigeração e ventilação para animais e plantas. Com a redução de gasto em todo processo, o consumidor também encontrará melhor preço. A Agência Nacional de Energia Elétrica prevê que no ano de 2050 esta será a forma de energia mais utilizada.

Placas Fotovoltaicas
produtores rurais

Principais vantagens da energia solar no campo:

1- Alcance: a energia elétrica é fundamental em várias etapas do agronegócio. E em muitos locais, de difícil acesso, pode ser falha, gerando problemas aos produtores rurais que dependem do serviço local de distribuição de eletricidade. Com um sistema de geração solar fotovoltaica, o agricultor não terá mais essa preocupação. A energia  garante a irrigação do plantio, o bombeamento de água, maximização da produção de leite, secagem e armazenamento de produtos e nas residências rurais.

2 – Economia: em muitos casos os sistemas fotovoltaicos são a melhor alternativa porque diminuem, consideravelmente, os custos com a própria geração da energia elétrica, pois trata-se de uma fonte que se renova, é sustentável e limpa!

3 – Independência: a partir da energia solar fotovoltaica, os produtores rurais ganham mais autonomia porque podem armazenar a energia e garantir eletricidade até em períodos de pouca claridade, como os dias chuvosos, nublados ou durante a noite. Isso é um grande diferencial para a cadeia de produção de fazendas que não correm risco as falhas na distribuição de energia convencional. 

4 – Retorno: o investimento para instalação não é baixo, mas é interessante uma programação para fazer o upgrade tecnológico do negócio justamente porque o valor gasto se paga em pouco tempo. E mais: um painel solar tem vida útil de pelo menos 25 anos e com pouca manutenção.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios