Atenção consumidor: gasolina volta a subir nos postos

Depois de três semanas em queda, o preço médio do litro da gasolina volta a subir nos postos. O diesel segue em queda pela nona semana. O levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) se refere de 2 a 8 de abril

Quem possui veículos do tipo flex, pode apostar no abastecimento com etanol, se a questão para a escolha for apenas econômica. A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou uma pesquisa entre 2 e 8 de abril com aumento do preço médio do litro da gasolina nos postos do Brasil depois de três semanas seguidas em queda. 

No período do levantamento, a  gasolina comum foi vendida a R$ 5,50 o litro, em média, que corresponde ao aumento de 0,36% em relação à semana anterior, que registrava R$ 5,48. O preço mais alto encontrado em postos foi no valor de R$ 7,19.

O etanol continua com preço em queda pela quarta semana consecutiva: caiu de R$ 3,89 para R$ 3,88, uma diminuição de de 0,25%. O valor mais caro encontrado pela equipe da pesquisa foi de R$ 6,59. 

No caso do diesel, o preço médio do litro, chegou à nona queda consecutiva: de R$ 5,80 passou para R$ 5,78. O recuo no valor foi de 0,34%. O preço mais alto identificado pela ANP nos postos foi de R$ 7,67 na mesma semana.

gasolina volta a subir

Volta dos impostos – Esse aumento foi detectado pela ANP após o anúncio, em 28 de fevereiro, sobre a volta da cobrança dos impostos federais para gasolina e etanol em 1º de março. É bom lembrar que na mesma semana do anúncio pelo governo federal, a gasolina volta a subir em 3,34% e depois recua novamente. 

Ao informar sobre a volta da tributação, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, explicou que o preço da gasolina seria reonerada em R$ 0,47 e o etanol em R$ 0,02. Já o preço do diesel segue em queda, pois não há reoneração deste tipo de combustível até dezembro deste ano. 

O objetivo do governo é arrecadar R$28 bilhões e segundo Haddad explicou que as medidas são para recompor o orçamento público e iniciar a redução das taxas de juros no Brasil. Por outro lado, o secretário da Receita Federal, Robinson Barreirinhas, informou que a reoneração valeria até junho e só será mantida no restante do ano, no caso do Congresso converter a medida provisória em lei.

Petrobras – Em 22 de março, a empresa anunciou mais uma redução do preço do diesel para as distribuidoras. O valor caiu de R$ 4,02 para R$ 3,84 por litro, que significa uma diminuição de R$ 0,18 (4,47%). Os preços dos outros combustíveis não sofreram alteração. A última foi em 28 de fevereiro para diesel e gasolina.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios