De onde veio o petróleo?

Líquido escuro valioso, viscoso, inflamável e menos denso que a água. Qual a origem do petróleo?

Petróleo & Energia:

Derivado da união das palavras petrus (pedra) e oleum (óleo), petróleo significa literalmente óleo de pedra. Formado por uma complexa fusão de compostos orgânicos, gerada pela lenta decomposição de pequenos animais marinhos, enterrados, em um ambiente com pouco oxigênio, o combustível fóssil é encontrado no solo, em rochas e no fundo dos oceanos. As jazidas datam entre 10 milhões e 500 milhões de anos.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a substância é composta por 82% de carbono, 12% de hidrogênio, 4% de nitrogênio, 1% de oxigênio, 0,5% de sais e 0,5% de metais. Considerado um dos principais recursos naturais utilizados como fonte de energia da atualidade, o petróleo começou a ser explorado em meados do século XIX. Na década de 70, liderava a economia, correspondendo a quase 50% do consumo mundial de energia.

Há muitas teorias sobre a origem do petróleo, algumas contrárias entre si. Entre as principais figuram a da origem estritamente inorgânica, e a teoria orgânica, que pressupõe a participação animal e vegetal. De acordo com a primeira, o petróleo se formou a partir de carburetos (de alumínio, cálcio e outros elementos), que, decompostos por ação da água (hidrólise), deram origem a hidrocarbonetos com metanos e alcenos.

Já a teoria orgânica, supõe a participação de matéria orgânica de origem animal e vegetal. Os pesquisadores modernos tendem a reconhecer como válida apenas a teoria orgânica, com destaque para os microorganismos animais e vegetais que, sob a ação de bactérias, formariam uma pasta orgânica no fundo dos mares. Misturada à argila e à areia, essa pasta constituiria os sedimentos marinhos que, cobertos por novas e sucessivas camadas de lama e areia, se transformariam em rochas consolidadas, nas quais o gás e o petróleo seriam gerados e acumulados. O tempo e a pressão do sedimento sobre o material depositado no fundo do mar transformaram-no em massas homogêneas viscosas de coloração negra, denominadas jazidas de petróleo.

Os egípcios utilizavam o petróleo como um dos elementos para o embalsamamento de seus mortos, além de empregarem o betume na união dos gigantescos blocos de rochas das pirâmides.  No continente americano, os incas e os astecas conheciam o petróleo e, a exemplo da Mesopotâmia, o empregavam na pavimentação de estradas. Geralmente, o petróleo aproveitado pelas civilizações antigas era aquele que aflorava à superfície do solo.

Uma jazida de petróleo pode levar entre dez e quatrocentos milhões de anos para se constituir. Os maiores produtores de petróleo são Rússia, Estados Unidos, Arábia Saudita, Irã, Iraque, Kuwait, Emirados Árabes Unidos, Venezuela, México e Inglaterra. No entanto, as maiores reservas de petróleo (mais de 50%) estão nos países do golfo Pérsico. A produção brasileira de petróleo satisfaz metade do que é consumido, a outra metade é importada, principalmente, dos países árabes, como o fazem os demais países industrializados. As reservas já conhecidas e as que poderão ser ainda descobertas dão ao petróleo uma extraordinária importância que se estenderá por todo século XXI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios