Petróleo e Energia

Segurança: Aspectos de Segurança na Cimentação de Poços de Petróleo

Petroleo e Energia
15 de dezembro de 2015
    -(reset)+

    Antes da descida do revestimento no poço, é importante tratar e prevenir qualquer perda de fluido de perfuração devido à fragilidade da formação. Do contrário, durante a cimentação, haverá sérios riscos da pasta de cimento se perder na mesma região do fluido, comprometendo o êxito da operação.

    Outro aspecto importante é a diminuição da reologia do fluido (condicionamento) para a descida do revestimento e cimentação. Um fluido de perfuração menos viscoso tem menores perdas de carga e será mais facilmente removido e substituído pela pasta de cimento no anular.

    Antes do bombeio dos fluidos de cimentação (colchões e pasta de cimento) para o poço, é necessária a circulação do fluido de perfuração (bombeio contínuo do fluido dos tanques da sonda para o interior do revestimento, retornando pelo anular até chegar novamente aos tanques da sonda), com a finalidade de verificar qualquer obstrução no circuito da circulação que possa atrapalhar a cimentação. Para a melhor eficiência na circulação do poço, são utilizados simuladores computacionais que verificam a melhor vazão e o tempo de circulação. Quanto maior a vazão, mais rápido seria o condicionamento do fluido e o resfriamento do poço. No entanto, uma perda de carga excessiva provocada pela alta vazão poderia induzir a uma perda de circulação por fratura da formação. Com dados de pressão de fratura da formação, de geometria do poço e propriedades do fluido de perfuração, os simuladores permitem prever a melhor vazão de circulação sem induzir fraturas no poço (Gráfico 4).

    Petróleo & Energia, Segurança: Aspectos de Segurança na Cimentação de Poços de Petróleo ©QD

    Gráfico 4

    Gráfico 4 – Simulador indica risco de fratura da formação a partir de 5000 metros – ECD maior que a pressão de fratura a partir desta profundidade.

    O resfriamento do poço é de suma importância para que a pasta de cimento tenha menores concentrações de retardadores na sua formulação e possa desenvolver resistência o mais rápido possível para o prosseguimento das operações.

    Durante a Operação de Cimentação – Será apresentado a seguir um conjunto de técnicas para auxiliar a colocação da pasta de cimento no anular de forma íntegra, com pouca contaminação e sem canalização. Nem toda operação de cimentação terá necessidade de aplicar todas essas técnicas. Os objetivos da cimentação e os recursos necessários governarão sua utilização.

    Centralização – De maneira geral, os fluxos tendem a se desenvolver preferencialmente por trajetórias de menor resistência. Essa tendência faz com que haja mais fluxo nas geometrias maiores do que nas menores. Com isso, a região mais estreita do anular pode não apresentar completa remoção de lama (nome vulgar do fluido de perfuração), o que provocaria uma canalização nesta região. Isto ocorre principalmente quando o revestimento está mal centralizado em relação ao poço (Gráfico 5).

    Petróleo & Energia, Segurança: Aspectos de Segurança na Cimentação de Poços de Petróleo ©QD

    Gráfico 5

    Gráfico 5 – Secção transversal do poço

    Para evitar essa ocorrência, são instalados centralizadores na coluna do revestimento. Centralizadores são equipamentos que auxiliam na centralização do tubo de revestimento em relação ao poço.

    Uso de Colchões Lavadores e Espaçadores – Pastas de cimento são usualmente incompatíveis com fluidos de perfuração. Por este motivo, colchões são bombeados entre a pasta e o fluido de perfuração. Esses colchões devem ter compatibilidade reológica tanto com a pasta de cimento quanto com o fluido. Quando há incompatibilidade entre esses fluidos, uma interface contaminada e de alta viscosidade se forma, podendo causar canalização no cimento. Além disso, altas pressões de fricção podem se desenvolver durante a operação e uma obstrução do anular pode se formar.



    Recomendamos também:








    3 Comentários


    1. Eu gostaria de saber quais as medidas a se tomar para evitar a poluição ambiental causado por poços de petróleo?


    2. Kanga Garcia João

      Eu quero tanto me formar nessa área,ou fazer este curso,o que eu posso fazer? Por favor me ajudem.



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *